quinta-feira, 10 de julho de 2008


se tuas mãos desconhecem
o medo que acinzenta minhas auroras
deixa-me só
deixa-me só...

2 comentários:

Eternilles disse...

Hoje foi uma manhã bem cinza, quase preto. Se não fossem os olhos fechados que da última vez abriu e eram azuis.

A dúvida são essas mãos...

Linda.Forte. Essa não mosto ao irmão.
Bjs.

Ricardo Valente disse...

Sabe, há tempos tinha estado aqui e, parece, que comentei. Identifico-me demais, com o que tu escreves. Abração!